Rota 66 - Tour Guiado

Guiados Tour 15 Dias / 14 Noites
Tour Mapa

O mundialmente famoso “Route 66 Motorcycle Tour”da EagleRider, viaja a original Rota 66, conhecida como “Principal Rodovia da América” ou “A mãe das Rodovias”, com extensão de mais de 4.500 quilômetros, de Chicago a Los Angeles, atravessa três fusos horários e 08 Estados: Illinois, Missouri, Kansas, Oklahoma, Texas, Novo México, Arizona e Califórnia. “Nova” América estava por toda a parte. A Rota 66 tem sido o caminho de imigrantes, sonhadores, aventureiros e uma geração inteira de turistas descobrindo o caminho para o Oeste dos Estados Unidos. Os anos 50 foram os dias de glória para a Rota 66, quando milhares de carros viajavam formando uma longa fila com o intuito de vivenciar a fronteira do oeste dos Estados Unidos. Hotéis, motéis, postos de gasolina, restaurantes clássicos, e a “Nova” América brotava em todos os lugares. Muitos trechos clássicos que formam a Rota 66 com seus restaurantes, postos de gasolina, e pontos turísticos nostálgicos estão preservados até hoje como eram nos anos 50. A famosa e nostálgica Rota 66 é a estrada criada no paraíso para passeios de motocicleta. Este é, simplesmente, o tour guiado da América!

ITINERÁRIO DO TOUR

Chegando ao aeroporto Internacional de Chicago pegue uma condução por sua conta para o hotel. Estar em Chicago é estar na maior e mais empolgante cidade dos Grandes Lagos Americanos. A vista do horizonte da cidade de Chicago é imbatível se comparada com outras cidades – é composta por uma gama de museus famosos, restaurantes e cafés, e inúmeros bares e clubes noturnos que fazem jus à herança e forte influência do jazz e blues na cidade. À noite você desfrutará de um luxuoso jantar de boas vindas celebrando com os seus companheiros de estrada uma grande noite em um dos mais finos hotéis de Chicago antes de iniciar pela manhã a jornada dos seus sonhos, a Rota 66.
Nesta manhã, você pega a sua moto e embarca na mais incrível viagem de motocicleta da América. A legendária Rota 66 começa nas proximidades da locadora da EagleRider, cortando o estado de Illinois em direção à Costa do Oceano Pacífico. De Chicago você se dirige ao sul percorrendo o Pontiac Trail, esse é o nome original dado a esse trecho da estrada, passando por Joliet, dando uma olhada no Launching Pad Giant, parando no incrível museu da Rota 66 em Pontiac, e de uma maneira geral, pegando o jeito da sua motocicleta na “Mãe das Rodovias”.
Hoje saímos em direção a St. Louis! Vamos nos concentrar sobretudo nas seções de duas pistas da Estrada Mãe, atravessando plantações de milho e pequenos vilarejos que representam o coração da América. Nossa chegada em St. Louis se dará pela ponte Chain of Rocks Bridge, que é a ponte original onde a Rota 66 cruzava o rio Mississippi. Aproveite o curto passeio de hoje em St. Louis, cidade conhecida como “A porta de entrada para o Oeste”. Essa cidade incrível se situa às margens do poderoso rio Mississippi e é um dos melhores lugares no país para se curtir uma música ao vivo e deliciar-se com um churrasco de costela.
Tente acordar cedo para caminhar pela rua e curtir a vista matutina do Arco de St. Louis e do Rio Mississippi, antes de pegarmos a estrada. Rapidamente deixamos a cidade para trás à medida que ficamos à vontade para curtir as ondulações das colinas do estado de Missouri as quais fazem dessa área um lugar tão maravilhoso e divertido para passear de moto. Nós faremos uma parada para ver a famosa World’s Largest Rocking Chair (a maior cadeira de balanço do mundo) na cidade de Fanning, e continuaremos a viagem percorrendo as curvas da estrada, conhecidas como Devil’s Elbow (Cotovelo do Diabo)! Nós faremos uma parada no Gay Parita para conhecer Gary, um dos ícones da Rota 66. À noite vamos aproveitar nossa estadia em Joplin, uma cidade que em 2011 foi duramente atingida por um enorme tornado. Encontraremos com moradores locais no pequeno centro da cidade, vamos bater papo e ouvir algumas histórias sobre a sensação de estar literalmente no olho de um enorme tornado.
Hoje o dia é so para andar de moto! De Joplin vamos em direção ao oeste passando pelas colinas e pastagens de cavalos tão características de Oklahoma, cruzando as pequenas cidades de Miami, Claremore e Catoosa, casa do legendário Blue Whale, e parando para almoçar numa lanchonete em Tulsa. Nós também cruzaremos várias reservas indígenas. Nos anos de 1830 toda essa região, considerada sem utilidade pelo governo federal, foi transformada em território indígena – uma solução conveniente com o intuito de tirar do caminho as tribos que “bloqueavam” os assentamentos “brancos” nos estados do sul. Os Choctaw, Chickasaw, Seminole, Creek e Cherokee são algumas das tribos que formam a grande população indígena desse estado. Mais para o oeste, você passará de moto por El Reno – sobre a ponte de uma milha de extensão, próxima a Bridgeport e entrará em Oklahoma City, coração e alma da Rota 66.
Esta manhã viajaremos por uma das trilhas mais velhas da Rota 66 em Oklahoma. Conhecida no passado como a terra de vastas manadas de búfalo, esse pedaço da Rota 66 atravessa algumas das grandes trilhas de gado que eram usadas nos anos de 1860 para levar as manadas de gado do Texas até a linha ferroviária em Abilene, Kansas. Passaremos por um pedaço do Chisholm Trial, que atravessa Yukon e El Reno, e pararemos no incrível Museu da Rota 66 em Clinton. Depois do almoço atravessaremos a fronteira ao Texas Panhandle, a porção mais ao sul das Great Plains (Grandes Planícies). Nossos grandes amigos da “The Big Texan Steakhouse” vão nos buscar no hotel numa frota de velhos Caddies adornados no capô com chifres de Texas Longhorns (raça de gado conhecida por seus longos chifres) e nos levarão para curtir o mais incrível filé do Texas!
Hoje deixaremos o Texas e continuaremos a caminho da “ Terra Encantada”, New Mexico - depois de passarmos pelo mundialmente famoso Cadillac Ranch (Rancho do Cadillac). E que tal a cidade fantasma de Glen Rio, onde você pisa ao mesmo tempo com um pé em New Mexico e o outro no Texas? A partir daí entraremos na terra dos Indios Comanches, onde planaltos, montanhas, cactus e pinheiros definem a paisagem à medida que subimos em direção às High Plains e altitudes de Santa Fé, no centro de New México. Santa Fé é uma das mais antigas e belas cidades da América e nos servirá como base pelas próximas duas noites.
Hoje você está livre para descansar e curtir o que só essa cidade de quase 400 anos de idade pode oferecer. Aqui a mistura de culturas se torna evidente no estilo arquitetônico do sudoeste, tão fortemente associado com a capital de New Mexico. Talvez você queira dar um passeio de moto ao longo do vale do rio até a velha cidade indígena de Taos, curtir um passeio de balão ao nascer do sol ou brincar de cowboy por um dia, passeando a cavalo ao longo da montanha ou por uma trilha no canyon.
Esta manhã você sai em direção ao sul, descendo para Albuquerque, a maior cidade de New Mexico onde vive um terço da população do estado. Albuquerque se espalha pelo coração de New Mexico, onde a principal via leste–oeste e as estradas ferroviárias, cruzam ambos, o Rio Grande e a velha estrada ao sul para o México. Você atravessa o Rio Grande e se dirige em direção ao oeste – pilotando por campos abertos e pelos tons da natureza selvagem da região dos Navajos. Você está beirando planaltos e penhascos até chegar a Laguna. Mais para frente, passe por Grants margeando o Cibola National Forest (Floresta Nacional de Cibola) em direção à famosa cidade de Gallup na Rota 66 – uma antiga cidade ferroviária e reduto de Índios. Curta a sua noite com companheiros de diversas partes do mundo em um dos muitos hotéis simpatizantes de motociclistas em Gallup.
Hoje teremos outro longo dia, cheio de vistas espetaculares e paradas famosas da Rota 66. Nós cruzamos a fronteira do estado de Arizona e pilotamos até Petrified Forest National Park ( Parque Nacional da Floresta Petrificada), uma floresta pré-histórica de árvores gigantes fossilizadas que tem sido desenterrada pela erosão. Você vai ter tempo de explorar essa estonteante paisagem e a imensidão que define essa área. Saindo do Petrified National Park, continuamos nossa viagem em direção ao oeste até o hotel Wigwam em Holbrook, e pararemos na esquina de Winslow, como diz a canção “Take it Easy” da banda Eagles! Enquanto muitos dos grupos param em Flagstaff ou Williams, Arizona, nós continuaremos a nossa viagem e pernoitaremos a apenas uma milha do South Rim of the Grand Canyon (a borda sul do Grand Canyon). Hoje á noite você vai se sentar com uma bebida gelada na mão, e curtir o pôr do sol do lado sul do Grand Canyon. O sonho está se tornando realidade.
Para aqueles interessados em contemplar uma vista aérea ao vivo do Grand Canyon, nos avise para que possamos providenciar uma volta matinal de helicóptero para você sobrevoar o coração do South Rim. Mais tarde, teremos tempo de sobra para passear de moto acompanhando o South Rim, fazendo paradas para apreciar as incríveis vistas e tirar fotos. Deixaremos o Grand Canyon e pegaremos novamente a Rota 66 em Williams, Arizona, antes de seguir para as nossas próximas paradas na 66: as famosas cidades de Seligman, Peach Springs, e Hackberry.
Hoje teremos uma viagem rápida e faremos um pequeno desvio no nosso caminho para experienciar as imagens e os sons da cidade de Las Vegas… Mas primeiro iremos passar pela cidade fantasma do Velho Oeste chamada Oatman, e atravessar o famoso Hoover Dam (Barragem Hoover)! Uma coisa é certa, seu tempo em Las Vegas pode ser curto, mas com certeza será agradável! Tente dormir um pouco, porque pegaremos novamente a Rota 66 exatamente onde paramos ontem.
Hoje cruzamos a fronteira do nosso último estado na Rota 66 – Califórnia! Uma coisa é certa, hoje é um dia como nenhum outro à medida que atravessamos o Mojave Desert ( Deserto Mojave), o qual oferece algumas das mais dramáticas paisagens do Sul da Califórnia. Você pode imaginar como se sentiram os primeiros viajantes da Rota 66, atravessando esse enorme deserto, repleto de Joshua Trees (árvore característica dessa região), cactus, rochas vulcânicas e areia! À noite, celebraremos nossa última noite na “Estrada Mãe”.
Hoje nos dirigimos para o nosso destino final – o fim da nossa viagem no Santa Monica Pier (Pier de Santa Mônica)! Para chegar lá, no entanto, primeiro nós vamos percorrer as 66 milhas (106 Km) da Angeles Crest Highway passando pelos terrenos montanhosos da Angeles National Forest (Floresta Nacional Angeles). Essa estrada é considerada umas das melhores para pilotar motocicletas no Sul da Califórnia com uma altitude de até 2300 metros. Em seguida, descemos a serra até a Los Angeles Basin ( Bacia de Los Angeles) seguindo em direção ao Pacific Ocean (Oceano Pacífico). Pilotos sempre demonstram um misto de emoções quando chegam à placa que sinaliza o "End of the Trail" ( Final da Trilha) no Santa Monica Pier ( Pier de Santa Mônica). Há um sentimento de felicidade e euforia por terem completado essa jornada, a qual a maioria das pessoas apenas sonha em fazer, e ao mesmo tempo, um sentimento de tristeza em pensar que o passeio chegou ao final. Hoje à noite celebramos as milhas (quilômetros) percorridas e os amigos que fizemos festejando juntos durante o nosso jantar de despedida.
Hoje a emocionante viagem termina em Los Angeles. Por favor, certifique-se de nos avisar caso queira mais uma ou duas noites extras em Los Angeles para aproveitar os pontos turísticos. Podemos até mesmo arranjar um desconto no aluguel de moto! Até o ano que vem!
31 Opiniões dos Usuários (Veja todos) Adicionar comentário
Rick Lambe` September 29, 2016 09:09 pm

Route 66 - September 2016

Thank you Richard and Wendy - tour guides extraordinaire! What an awesome 2 weeks. With a thorough briefing at the start of each day and updates as we stopped along the way, we always knew what was going on. Richard is an exceptional rider … and an even better guide! His ability to keep our group together, with varying riding abilities among the riders, is legendary. Wendy was always there with cold water (to drink and get sprayed down with), a friendly smile, a supporting conversation, and cold beer at the end of the day. The little things Wendy constantly did for us made such a big difference to our experience.

Richard’s knowledge of Route 66 – the road and many of its characters – is exceptional. He also had some great ideas for group and individual photos at quite a few of the stops, and they’ve provided memories we’ll cherish forever.

The ‘back of house’ staff at Eagle Rider were also really helpful … and patient with all of our emailed questions when we were making bookings and preparing for the trip.

Thanks, Richard and Wendy (and the Kiwis, Aussies and South Africans in our group), for a great couple of weeks.

Warmest regards,
Rick and Helen.

0
Kerry Oughton September 3, 2016 01:05 am

Route 66 18-25 August 2016. - Chicago to Albuquerque

We recently completed this part of Route 66 with Richard Wynkoop as our tour guide and Will Wallett as the van driver. Wow - what an awesome team!!! Richard is passionate about this Route and it showed. Every morning we would start of with a team briefing. We were told what to expect and given a bit of history on each place which he continued with throughout the day. He had a great rapport with everyone where we stopped on the way, who in return were very welcoming to us all. Will looked after us all with his quiet presence. At some stage he kept windscreens clean, endlessly stacked and unloaded our bags, kept us supplied with cold water, ensured we had a nice cold beer at the end of the day, discreetly gave us advise when he felt we weren't riding safely and made everyone feel safe with the continual presence of the big black van. Together Will and Richard set our intercoms into our helmets working late to do so, making our ride more enjoyable. Nothing was too much bother for these two.
The only thing that could have made this trip more perfect was the communication from Easyrider. We arrived from New Zealand knowing we had to buy gear from the Easyrider store. The phone number is a Californian one, so it was very difficult to get through to the correct shop or get directions and hours etc. On the itinerary it would be so much easier if all the details of this shop were included with directions and an address as it took us a couple of days to find it. Luckily we had the time.
Apart from this small glitch I would recommend this tour to everyone: great accommodation, great company, well organised and well worth while. A shame we didn't have the time to do the whole route!
Mark and Kerry Oughton, New Zealand.

0
Loading...